Fale com a gente

BLOG

ACCOUNT ONE

Home Blog Ser profissional liberal ou Pessoa Jurídica? Qual vale mais a pena? / account ONE Contabilidade Simplificada

Ser profissional liberal ou Pessoa Jurídica? Qual vale mais a pena? / account ONE Contabilidade Simplificada

Diferenças entre profissional liberal e pessoa jurídica

 

Embora seja muito clara, nem todo mundo sabe qual é a diferença entre profissional liberal e um PJ, ou seja, quem trabalha como Pessoa Jurídica. Vamos explicar de uma forma simplificada para ficar mais fácil de entender:

 

  • Profissional liberal:

 

O profissional liberal é aquele, por definição, que possui uma formação específica em alguma área do conhecimento, como um engenheiro ou médico. Assim como o autônomo, ele pode trabalhar por conta própria, sem que precise abrir uma empresa para isso.

Com profissional liberal, porém, é necessário pagar impostos para o governo normalmente - que costumam ser um pouco elevados, chegando quase a 20% do rendimento total do trabalhador.

Além disso, o profissional liberal tem poucas possibilidades de crescimento, já que ele não pode contratar muitos funcionários ou abrir filiais conforme sua necessidade. Dessa forma, ele sempre terá que trabalhar de maneira individual e como um único prestador de serviços - salvo exceções de auxiliares.

 

  • Pessoa jurídica:

 

A Pessoa Jurídica é, na realidade, uma empresa. Para ficar claro, no mesmo CNPJ podem estar vários sócios e donos da mesma companhia, dependendo do seu tamanho e enquadramento.

Mas, nesse caso em específico, estamos falando dos PJ’s que trabalham individualmente e querer migrar de Profissional Liberal para empresário. Assim, qualquer enquadramento é considerado PJ, como o próprio MEI ou a ME.

Como profissional que não tem vínculos trabalhistas, é possível abrir uma empresa e se tornar PJ para ter alguns benefícios, como explicaremos abaixo.

O que é importante saber é do fato que a Pessoa Jurídica não precisa necessariamente ter uma sede empresarial, podendo trabalhar prestando serviços em outros lugares, como em obras, por exemplo.

 

Qual é mais barato? PJ ou Profissional Liberal?

 

Como explicamos, o profissional liberal paga muitos impostos, que podem chegar até a 20% do seu rendimento bruto total. Sendo assim, fica claro que, como PJ, a economia será muito maior nesse sentido - e valerá bem mais a pena.

Isso é ainda mais comum para quem ganha um valor expressivo anualmente e que se enquadraria como ME - com rendimentos de até R$360.000,00. Para essas pessoas, os gastos com impostos são extremamente elevados e podem prejudicar a vida financeira como um todo.

Ao migrar para PJ, o profissional pode economizar de 10% a 20% em impostos e encargos gerais - e ainda ter outros benefícios.

 

Os benefícios de se tornar um PJ

 

Ao abrir sua Pessoa Jurídica, o profissional liberal, além de pagar menos impostos, tem uma série de benefícios extras que merecem ser considerados. Entre eles, podemos citar:

 

  • Possibilidade de crescimento:

 

Se os seus rendimentos podem aumentar e se é possível ter novos contratos, isso deve ser considerado na hora de deixar de ser Profissional Liberal. Como Pessoa Jurídica, é muito mais fácil crescer, abrir uma sede e até mesmo contratar funcionários.

Sem o enquadramento necessário, o profissional fica de mãos atadas para novos rendimentos - ou mesmo tem que desembolsar um valor muito alto de impostos para isso.

 

  • Mais previsibilidade financeira

 

Como Pessoa Jurídica, é mais simples ter previsões de crescimentos e ganhos, diferentes do que acontece com quem é profissional liberal. Além disso, como explicamos, quem gasta menos com impostos passa a ter a tendência de economizar para investir no próprio negócio, fazendo com que o caixa gire ao longo do ano.

Se tornar um empresário exige do profissional uma visão mais prática do que ele exerce, tornando as chances de crescimento muito mais amplas. Vale lembrar que os enquadramentos podem ser alterados a qualquer momento e, em caso de contratos maiores, é muito mais fácil subir de categoria do que começar uma empresa do zero.

 

  • Ter funcionários:

 

Como PJ, é possível ter funcionários de acordo com seu enquadramento. Isso significa ser possível delegar tarefas para outras pessoas de uma forma totalmente legalizada e sem dores de cabeça para sua empresa. Para quem está acostumado a trabalhar sozinho, ter ajuda pode ser fundamental - e poderá ser uma peça chave no crescimento do negócio.

 

Gostou das nossas dicas sobre ser profissional liberal ou Pessoa Jurídica? Fale conosco para abrir sua empresa e economize muito mais com suas obrigações fiscais. Somos especialistas em negócios de todos os portes e tipos.

 

E não deixe de compartilhar o texto nas redes sociais com seus amigos e familiares!

 

TESTE AGORA MESMO


Entre em contato hoje mesmo!

© 2019 ACCOUNT ONE | Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por TBr Web